terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Eu, definitivamente, NÃO PRECISO DE SEGUIDORES, PORRA!

Acho que a maior desgraça do universo facebookístico (?) foi quando inventaram essa ideia fraca de implementar seguidores na rede. O que antes era um fator do twitter, quando passou para o Face levou junto seu maior problema: os desesperados por status cool. Agora me responde aqui: Qual é a lógica de seguir alguém que, ao invés de oferecer um conteúdo interessante, mendiga seguidores como se a vida dela dependesse disso?

[ Este post foi escrito ao som de Rancore =3]

Eu não sei o que as pessoas pensam direito a respeito de mim. Acho que, só porque eu não calo a boca no Face ou twitter e escrevo minhas peripécias nesse blog, elas acham que eu sou um desesperado por atenção - os já famosos... Eu sei que tem um nome pra esse povinho, mas não me lembro agora ¬¬'.

A cena tem se repetido com uma certa frequência. Eu acordo pelo meio dia e logo já faço log in no nosso querido Facebook, pra saciar o vício e futricar o vício dos outros. Uma rápida olhada nas notificações mais importantes (beleza, bora ver em qual foto vergonhosa eu fui marcado dessa vez) e já dá pra ver ali no meio a maldita mensagem:

"Fulano filho da puta do caralho, merecedor de uma rola nível Kid Bengala, revestida de spikes de aço inoxidável, enfiada no cu por anos a fio adicionou você no grupo Troca de Seguidores/ Ganhe Mil Seguidores/ Siga que Sigo de Volta ou qualquer outra coisa relacionada a essa bosta.

O passo seguinte é sempre o mesmo. Entro no grupo só por curiosidade de ver o tipo de frequentadores dali e as possíveis putarias. O que tem de mina vadia mostrando o que deve e o que não deve nesse tipo de lugar é deprimente. Acompanhando essas minas vêm uma porrada de chupa ovo dando mil likes e seguindo a garota pedindo pra serem seguidos de volta. Os homens em geral são aquele tipinho sabe, esse aí mesmo , que você já conhece bem e tem vontade de meter o taco de sinuca goela abaixo da criatura.

Depois de analisar a área e reafirmar a certeza de que eu nunca vou me misturar com a gentalha, é hora do esculacho. Com certeza o ponto alto de quando acabo caindo (de novo) nessa cilada. Geralmente o texto é parecido com isso:

"Quem me colocou aqui estava completamente enganado quando pensou que eu quero seguidores. Acreditem, eu não sou desprezível como vocês.

Se alguém te segue é porque você oferece algo interessante e instrutivo para aquela pessoa e não porque você mendiga em um grupo. Isso é deprimente. Ver como vocês são urubus famintos pela carcaça que chamam de seguidores. Essa gula por atenção, por status, me dá nojo.

Como eu posso seguir alguém tão fracassado que tem que mostrar a bunda ou a barriga tanquinho pra chorar por um seguidor que não vai sequer prestar atenção nas suas postagens?

Saiam dessa vida de aparências, seus filhos da puta mimados!"

É só deixar o recadinho e sair do grupo. Simples assim.

Sabe aquela cena em que Brian sai na janela pra expulsar os seus seguidores?
É exatamente como eu me sinto -_-'

Logicamente isso vem junto com uma reclamação no feed pra ver se a galera que me colocou lá toma vergonha na cara  para de fazer isso, mas pelo visto essa galerinha, além de non sense, é meio cega.

Digo e repito: EU NÃO ESTOU DESESPERADO POR ATENÇÃO AO PONTO DAR IMPORTÂNCIA A SEGUIDORES. Eu tenho amigos no FB, pessoas que se interessam e se importam em interagir comigo, sem nenhum custo moral de retribuição.

Eu não sei nem andar no Centro da cidade sozinho (sério, quase fui atropelado por uma moto essa semana) e vocês ainda querem que eu tenha alguém seguindo meus passos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário