terça-feira, 24 de setembro de 2013

Lembra quando eu disse que academia era uma bela de uma porcaria?

Então. Eu voltei pra academia...



Mas, antes que você venha pro meu lado com uma vara de marmelo na mão, deixe-me explicar a circunstância do acontecido. Ah... E pare agora mesmo de me chamar de hipócrita filho da puta u.u.

Como vocês podem ver, eu estou há mais de um mês sem postar nada por aqui. Sim, é preguiça (além de um outro motivo), me desculpem. Dentro desse período algumas coisas aconteceram e (como sempre por aqui) deixaram de acontecer.

"'Tá, Tiago, mas porque você voltou pra porra da academia?"

Uns tempos atrás estávamos Igor, Julio e eu praticando nossa atividade favorita: nada! Foi dali que surgiu a conversa do Julio começar a frequentar a academia. Ouvindo isso, e pra incentivar o Zé Bolacha a se transformar num carrinho de mão de músculos igual a ele, o Igor logo se prontificou a mudar seu horário de treino para a noite, pra poder acompanhar o Julio.

As maiores (e piores) decisões da vida são tomadas junto dos amigos na hora da morte da bezerra.

Sabe o que isso aí em cima /\ significa? Enchente Eu ia ficar sozinho, sem ter nada pra fazer a noite toda. Entenda: chegar do trampo, tomar café e ir pra rua papear é algo que se tornou sagrado no meu cotidiano; a falta dessa atividade corriqueira cria uma ansiedade capaz de fazer brotar um câncer instantâneo!

Agora é botar o Tico e Teco pra funcionar e vocês vão ver que o que me fez voltar pra academia foi o medo do câncer. Estou isento de qualquer culpa ou peso moral sobre meus ombros. Era voltar ou morrer =( .

Belezinha. Estou eu lá na academia, lindo, malhando, virando maromba, tanquinho, suando toda a minha nerdice e todo meu amor próprio em prol da não solidão e de um corpinho bonito. Eu lá ralando e nada de Julio começar a malhar também. Eu lá malhando e nada de Igor ir no horário combinado. Eu lá morrendo e ficando um braço caído aqui, uma perna jogada ali no canto.

Paula, muito obrigado por pegar 15x mais pesado do que a primeira vez que eu fui malhar... Se não fosse isso talvez eu ainda estaria mofando no meio da marombada.

Duas semanas e, depois de cair a ficha do motivo ridículo (sim, eu demoro pra ligar os pontinhos e formar a imagem de BABACA) e ser incentivado pelo Dayu (eu devo minha vida a você cara... #mebeija), eu abandonei (de novo) a academia. E mais uma vez aquilo foi a melhor sensação tirando umas certas coisas ae, né, que não podemos mencionar porque tem menor lendo isso aqui que eu já tive. Foi Alívio Imediato (é muito trocadilho pra um post só, meu Deus XD).

Até com certo orgulho u.u

Esse retorno só me serviu pra uma coisa: lembrar que eu realmente, definitivamente, inexoravelmente, indubitavelmente ODEIO ACADEMIA!!! Foda-se se sou frango, fraco, gordo, aquilo é coisa de quem gosta de sofrer por motivos fúteis. Desculpa, mas não me sai da cabeça que todos fazem academia só pra compensar alguma falha bem escrota (minha opinião, nem adianta vir comentar merda aqui, bando de arrombado).

Pior do que esse aí não dá pra ficar !

No mais, acho que acabei de confirmar a tal da Indecisão que tinha falado no post anterior.

Eu nasci bugado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário