quinta-feira, 15 de novembro de 2012

A vida me sorri então

Que eu vivo me fodendo vocês já estão todos cansados de saber. Aqui no blog não faltam estórias da minha falta de sorte e competência pra levar adiante até mesmo as coisas mais simples da vida algumas vezes. Mas de vez em quando a vida olha pra mim e sorri. Depois de muito tempo alguém (Deus?) finalmente me estendeu a mão.

Uma semana como qualquer outra. A não ser pelo fato de eu estar esperando pela chegada do meu box de Dragões de Eter, tudo corria igualmente aos outros dias comuns. Eu me ferrando aqui e ali, alguns acertos, uns vacilos básicos que desmereciam todos os acertos anteriores e a vida seguia seu curso. E, de repente, tudo deu certo... Simples assim, sem esforço.. As coisas ficaram fodasticamente boas pro meu lado e até o presente momento eu não sei se mereço tudo isso!

Em meio à tantas tristezas e coisas se desplanejando surge uma bela surpresa... Sorrisos são sempre bem-vindos!

Eu confesso que não estou acostumado a ter boas novas. Essa índole pessimista me obriga a rejeitar toda e qualquer hipótese de "ei, cara, relaxa que dessa vez nós vamos te dar um presente, ok?!". All the magic comes with a price my little boy e eu vivi sob essa regra minha vida toda. Se as coisas começam a dar certo com certeza é uma cilada, Bino, então corra!

Mas, inacreditavelmente, eu ganhei um belo presente. Um presente do qual eu já havia desistido e induzido todos à minha volta a desacreditar também. Caiu, assim, do nada, bem na minha frente. E o planos foram prontamente aceitos, sem nenhuma objeção. Nenhuma palavra explica o misto de sensações e pensamentos que se passam por mim desde ontem.

Eu vejo Novos Horizontes chegando pra nós
Agora tudo que nós (ei, Tchau Radar, hora de acordar porque agora é pra valer - não que antes não seja, mas vocês entenderam o que eu quis dizer u.u) planejamos e sonhamos está mais do que perto de se tornar real. Temos a oportunidade de um plano B e até mesmo um C, coisa que antes era algo impensável.

Dinheiro não traz felicidade, mas compra instrumentos, realiza sonhos, e se isso não é ser (ou estar, já que ser é algo perpétuo e imutável, situação que não se aplica a questões relacionadas a sentimentos) feliz, então vai tomar no meio do cu porque tu acaba de ser um porco hipócrita.

Hoje eu po$$o me dar ao luxo de $er feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário